bann-recicle
20/10/2013

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves está com nível de água abaixo de 40%

download

Os reservatórios chegam ao nível crítico e muito crítico respectivamente nas regiões Seridó, Vale do Açu e Alto Oeste do Rio Grande do Norte. Nesta sexta-feira, 18, o Instituto Trata Brasil divulgou o balanço nacional, em relação a 2010, de desperdício de água distribuída nas cidades potiguares. O Rio Grande do Norte aparece 49,25% da água desperdiçada, acima da média nacional que é de 37,57%. No RN, o estudo aponta como razões para os desperdício desvios de água, uso incorreto e medições erradas ou até mesmo ausência de medidores. Estes dados associados do Estudo realizado pelo Instituto Trata Brasil ao que resta de água nos mananciais da região Seridó, Vale do Açu, Trairi, Potengi, Agreste e Alto Oeste, responsável pelo abastecimento de uma população de aproximadamente 1,2 milhão de habitantes, revela um quadro preocupante. Além de não ter água, o pouco que temos estamos desperdiçando. A presidência da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte, o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, respectivamente Yure Pinte e Leonardo Rêgo são conscientes da quadro. Em Pau dos Ferros, a barragem que abastece a cidade 30 mil habitantes e as outras vizinhas está com apenas 10,12% de seu volume total de armazenamento que é de 56 milhões de metros cúbicos de água. No município, a água distribuída pela CAERN já apresenta odor forte. “Insuportável”, diz o procurador da república Fernando Rocha, que atua como substituto na Comarca da Justiça Federal em Pau dos Ferros. A Barragem de Santa Cruz, em Apodi, que ainda não abastece as cidades de Mossoró e do Alto Oeste, está com 53% de seu volume que é capaz de armazenar, que é de 600 milhões de metros cúbicos de água. Estes dois reservatórios estão na bacia Apodi/Mossoró. Este último, o Governo está construindo sistema adutor para abastecer Mossoró e as cidades do Alto Oeste. Quer também abastecer o distrito Irrigado da Chapada do Apodi. Já na bacia Piranhas/Açu, o quadro não chega a ser tão crítico quanto na região de Pau dos Ferros, que a água já não presta mais par ao consumo humano. O Açude Marechal Dutra, mais conhecido como Gargalheiras, no município de Acari, está com apenas 20,23% de sua capacidade total de armazenamento de 40 milhões de metros cúbicos de água. A CAERN calcula que suporta abastecer as cidades até fevereiro de 2013. O Açude Boqueirão de Parelhas, em Parelhas, está com apenas 21,63%, também já impondo enormes dificuldades a população. O Itans, em Caicó (64 mil habitantes), chegou a 15,39% de sua capacidade total que é de 81 milhões de metros cúbicos de água. “A população começa a ficar preocupada pois ainda temos 3 meses de seca pela frente”, diz o radialista Sidney Silva, que comanda um dos programas de maior audiência na região. O açude Dourados, em Currais Novos, praticamente secou. Tá com apenas 4,23% de seus 10 milhões de metros cúbicos de água capaz de armazenar. Assim como estas duas bacias hidrográficas, também estão em nível crítico as Bacias do Trairi e Potengi. O maior dos reservatórios de água doce no RN e também o que mais abastece cidades através de sistema adutor: Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves localizada entre as cidades de Itajá e Jucurutu. Abastece mais de 40 cidades, num universo aproximado de 500 mil habitantes. Além disto, a Armando Ribeiro é responsável direto, através da perenização do rio Piranhas/Açu, pela irrigação de pelo menos 30 mil hectares no Vale do Açu, sendo fundamental no setor produtivo nos setores de frutigrangeiros. A Semarh fez medições neste reservatório no dia 17 passado, constantando que o nível de armazenamento chegou a 39,48% de sua capacidade total, que é de 2,4 bilhões de metros cúbicos de água, isto significa dizer que o reservatório tem apenas 947 milhões de metros cúbicos de água para abastecer mais de 40 cidades, inclusíve Mossoró, além de vários projetos de irrigação na região do Vale do Açu, até a próxima temporada de inverno. O número de cidades em situação de emergência no Rio Grande do Norte em função da seca, conforme o secretário Leonardo Rêgo, da SEMARH, já passa de 120. Muitas das cidades, inclusive as mais próximas dos maiores reservatórios, como Jucurutu, já estão sendo abastecidas com carros pipas. O Comitê Gestor do Piranhas/Açu, composto por autoridades do Rio Grande do Norte e da Paraíba, já está orientando os usuários de água ao longo da Bacia Hidrográfica Piranhas/Açu, da Barragem do Coremas (1,3 bilhão de metros cúbicos de água) a Barragem Engenheiro Armando Ribeiros Gonçalves, em dias alternados. Na medida que a água reduz, o comitê vai direcionando o abastecimento apenas para as cidades através da CAERN e carros pipas. Dados disponíveis AQUI

Fonte: Defato.com

FacebookTwitterGoogle+Email

b
DSC01518
Princesa ao vivo
Publicidade

1378713_427625240682711_427287601_n

Candieiro Espaço Cultural - Assú-RN

1928394_264961317029800_78279384677456601_n

A

Ministerio-do-Forró-400x400

whatsapp-face

a

RonildoQueiroz

vucovuco-rn-300

TL

10304568_1419120295027622_5308812362931652586_n

1545176_423649201071708_484144686_n

DSCF1957

Pc Master  SKY

Blogs e sites parceiros
Últimos Eventos